Um designer multiplataforma, um aspirante a escritor, um historiador, um autodidata e o que mais der na telha.

Há uns dez anos eu decidi que queria ser designer. E até o momento, não consegui explicar direito o que é que eu faço para a minha avó.

“Meu filho, você tá trabalhando direitinho? O que você fez hoje?” – ela me pergunta.

E é bem complicado de responder para ela, na verdade. Eu faço tantas coisas ao mesmo tempo que não sei como explicar. Hoje estou produzindo um website, amanhã é material impresso, na mesma tarde, um vídeo, e durante a noite, no intervalo da faculdade, eu preciso escrever o copy para uns posts do Instagram.

Para todos os efeitos, o que eu posso fazer, profissionalmente: 

  • Projetar identidades visuais (Marcas, Logotipos, Assinaturas Institucionais, Símbolos, Brasões, etc.)
  • Projetar peças gráficas para impressão ou personalização (folders, flyers, faixas, banners, cartazes, livros, revistas, cartões, camisetas, etc.)
  • Projetar peças visuais para todas as telas (eBooks, publicações para a web, imagens para redes sociais, apresentações profissionais, interfaces web, vídeos, etc.)
  • Projetar websites em ambientes visuais (WordPress, Blogspot, cPanel)
  • Criar de textos dos mais diversos estilos, mas especialmente instrutivos, literários e publicitários (copy).
  • Traduzir textos de Inglês para Português (com certificação TOEFL ITP B2) e Espanhol para Português (com certificação QCE B1)
  • Manutenção de hardware e software em sistemas Windows,  e manutenção de software em Mac e Android.